Sabia que o Popeye foi uma estratégia de marketing?

Sabemos que o desenho já é velho e provavelmente muita gente hoje em dia nunca assistiu nem um episódio sequer, mas é bem provável que todo mundo conheça o personagem e a sua característica principal: a força ABSURDA que ele ganha ao comer um pouco de espinafre.

É nesse detalhe tão importante que está a estratégia de marketing aplicada no desenho, uma estratégia conhecida como Branded Content (ou conteúdo de marca para os que preferem o português), que é fazer uma comunicação que consiga impactar o público de maneira indireta, sem que seja necessariamente uma publicidade, mas que tem o foco de construir uma relação com o consumidor, sem precisar ter uma conexão com o consumo do produto em si a curto prazo.

Agora você deve estar se perguntando por que as pessoas daquela época resolveram fazer toda essa estratégia em volta do espinafre? Porque os produtores de espinafre precisavam vender mais, simples assim (e também porque com certeza é mais fácil mudar a visão que as pessoas têm do alimento do que conseguir mudar o gosto dele). Para que isso acontecesse, eles queriam estimular o consumo do vegetal entre crianças e adolescentes, daí a ideia de criar um personagem para ser o protagonista de histórias, como se fosse um herói. Tudo começou com uma tirinha no jornal e rapidinho o Popeye já tinha tomado conta das rádios, cinemas e televisões por conta do seu enorme sucesso.

Um exemplo perfeito de Branded Content que deu muito certo, não é à toa que a marca de espinafres Popeye se tornou a segunda maior marca desse tipo de produto na América, além de fazer a gente pensar automaticamente no personagem e na sua força surreal sempre que ouvimos o nome desse vegetal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe esse post

Esse site utiliza cookies para melhorar sua navegação